Seu Produto Não Vai Vender Para Sempre

Seu Produto Não Vai Vender Para Sempre

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on telegram
Share on whatsapp

Sabemos que pode parecer exagero dizer que “seu produto não vai vender para sempre”, mas é o que acontece na grande maioria das vezes. Existe no Marketing, um termo chamado Ciclo de Vida do Produto, onde se é estabelecido o caminho que um produto percorrerá desde seu desenvolvimento.

Alguns produtos, após o lançamento, acabam se tornando um fracasso e sendo removidos do mercado antes mesmo de começar a vender. Outros seguem o ciclo completo, mas acabam extintos no final. E ainda tem aqueles pouquíssimos que passam décadas na fase de maturidade e parece que nunca irão declinar.

Sempre existirão as exceções, mas a regra é que todos chegarão ao declínio e poderão ser atualizados para recomeçar o ciclo, ou eliminados totalmente da praça. Cada caso é um caso, caberá à empresa cuidar para que ele permaneça à venda o maior tempo possível.

 

Desenvolvimento

Nesse momento, o produto ainda não está disponível para a venda. É a fase em que a pessoa responsável, após uma pesquisa prévia, identifica um problema no mercado e começa a desenvolver uma solução.

Aqui entra toda a formulação da ideia do produto, bem como protótipos e testes, tudo para garantir que o item chegue ao mercado com qualidade e possibilidade de sucesso.

Essa é uma etapa de incertezas, descobertas e muitas vezes de risco, já que necessita de um alto investimento e não oferece garantias de sucesso.

 

Introdução

Após todo o planejamento realizado anteriormente, chegou a hora do lançamento. Essa fase poderá ser diferente dependendo do mercado em que está se inserindo.

Normalmente de início, tudo é menor: produção, distribuição, retorno financeiro… É muito comum que se tenha inclusive prejuízo, pelo fato dos custos iniciais serem altos e levar-se tempo para recuperá-los.

Seus clientes ainda não te conhecem, o que torna essa, a pior hora para se negligenciar os investimentos em publicidade. Por mais que o dinheiro esteja curto no momento, é ela quem fará o seu negócio crescer.

 

Crescimento

A fase ruim já passou. Seu produto começa a formar um padrão de crescimento constante que já te traz lucro e possibilita uma programação fixa de produção e distribuição. O público já conhece o seu produto e as vendas só aumentam, porém o problema agora é a concorrência.

No caso dos produtos novos no mercado, essa é a hora em que os concorrentes começarão a observar o seu sucesso e a desenvolver produtos semelhantes ao seu.

E quando se trata de um produto comum? Aí você deverá estar atento desde o desenvolvimento, mas também será agora que seus concorrentes farão de tudo para que você não os ultrapasse, então vale a pena manter um investimento constante e “não deixar a peteca cair”.

 

Maturidade

O ideal seria que todo produto se mantivesse nessa fase para sempre, mas na grande maioria das vezes, não é o que acontece (a não ser que se trate de um produto de necessidade básica que as pessoas sempre precisarão). A maturidade se caracteriza pela constância nas vendas e a redução de investimentos.

É a fase em que seu produto praticamente se vende sozinho. Não é mais preciso investir em grandes ações de marketing, apenas mantenha uma comunicação constante e faça o que puder para impedir que ele chegue ao declínio.

São poucas as empresas que conseguem se manter nessa fase por tanto tempo, mas podemos utilizar como exemplo a Coca-Cola, que mesmo estando no mercado há tantos anos, se mantém sempre no topo.

Algo que poderá funcionar é apostar em inovações. Mantenha seu produto sempre atualizado, encontre novas funcionalidades para ele, modernize sempre as embalagens e não deixe de investir em publicidade, mesmo que esta seja apenas esporádica.

 

Declínio

O declínio é a fase na qual as vendas começam a cair. Muitas vezes é causado por conta de novas tecnologias disponíveis que tornam o produto ultrapassado.

Uma possível solução, como dito anteriormente, é investir em inovações para a atualização do produto e reinício do ciclo. Algumas vezes, pode-se notar que não vale mais a pena o investimento, e é tomada a decisão de retirá-lo do mercado, vai depender de cada situação.

 

Quanto tempo demora cada ciclo?

Não se tem um tempo exato para que o produto passe por cada etapa. Até mesmo as grandes empresas com produtos lançados há décadas poderão sofrer uma queda. O mercado é instável, e permanecerá nele quem melhor se adaptar às mudanças.

Que tal agendarmos uma conversa para discutir um pouco obre seu produto e cria estratégias para mantê-lo no mercado e se preparar para possíveis mudanças?

 

Gostou do post? Compartilhe!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on google
Share on telegram
Share on whatsapp

Acompanhe nossas redes sociais

Destaques

Seu Produto Não Vai Vender Para Sempre

Sabemos que pode parecer exagero dizer que “seu produto não vai vender para sempre”, mas é o que acontece na grande maioria das vezes. Existe

10 dicas para falir sua empresa

Assustou com o título? Sim, nós sabemos que a última coisa que você deseja ao abrir o seu próprio negócio é falir. Mesmo assim, nossa

RECEBA NOSSOS ARTIGOS SEMANAIS

Recebe semanalmente todos os nossos artigos com conteúdos de imóveis, construção, tecnologia, entre outros.

Vamos acelerar juntos? Entre em contato e nos siga nas redes sociais (;

Desenvolvido com ❤ pela nossa equipe

× Whatsapp